Ir para conteúdo

Os habitantes de Tóquio viverão em cápsulas flutuantes no mar

Uma das consequências das alterações climáticas sobre a qual o mundo tem vindo a ser alertado prende-se com a preocupante subida do nível da água do mar. Com os olhos postos nos problemas do futuro, a Sony desenvolveu um projeto – “One Day, 2050” – que, num dos capítulos, prevê essa subida e a forma como os seres humanos viverão, em Tóquio, nesse ano.

Imagina-se a viver no mar, numa cápsula flutuante?

Cápsulas flutuantes desenvolvidas pela Sony para Tóquio, em 2050




Num dos capítulos do seu novo projeto chamado “One Day, 2050” a Sony prevê o futuro e a forma como os seres humanos viverão, em Tóquio. Esse estado perspetivado pela empresa vai ao encontro das consequências das alterações climáticas que o mundo já vivencia hoje e que, com o tempo, tenderão a piorar.

Altamente associado ao derretimento dos glaciares, o aumento do nível da água do mar poderá encontrar como solução as casas flutuantes desenvolvidas pela Sony. Estando o projeto desenhado para 2050, poderá assemelhar-se a um cenário futurista – afinal, a Sony concretizou o projeto em colaboração com escritores de ficção científica.

Cápsula flutuante desenvolvida pela Sony para Tóquio, em 2050

Conforme revelou a Sony, num comunicado de imprensa, “com ‘2050’, ‘Tóquio’ e ‘romance’ como palavras-chave que definem o tema abrangente, designers e escritores de ficção científica da Sony realizaram workshops para explorar a vida, habitats, sentidos e bem-estar em 2050 – e o seu esforço criativo resultou numa série de protótipos de design e pequenas histórias de ficção científica”.

Mais do que isso, revelou que “cada protótipo de design apresenta uma ideia para um serviço ou produto que é relevante para o envio de mensagens relacionadas com cada tema”.

No protótipo “Habitat”, as comunidades preveem-se nómadas, instaladas no mar, coexistindo com a natureza. Tendo em conta o aumento do nível da água do mar, as cidades costeiras serão substituídas por habitações flutuantes, albergando as vítimas das alterações climáticas que perderam as suas casas.

De acordo com a Sony, as cápsulas flutuantes terão uma estrutura dupla que garantirá estabilidade, mesmo durante as tempestades. Por um lado, o seu exterior é desenhado para quebrar ondas, reduzindo o impacto. Por outro, o interior albergará as áreas habitáveis.

Cápsula flutuante desenvolvida pela Sony para Tóquio, em 2050

O projeto das cápsulas flutuantes da Sony garante três níveis, para que seja possível estar acima e abaixo do nível da água, garantindo ligação entre todos através de escadas. Além disso, as cápsulas contam com jatos para se deslocarem na água, baterias e depósitos de energia autónomos, painéis nos seus telhados, e filtros para limpar a água enquanto flutuam.

Por se tratar de um projeto concetual, não foram revelados mais detalhes sobre o possível habitat do futuro projetado no “One Day, 2050” da Sony.

PPLWARE. 20.10.2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: