Ir para conteúdo

‘A Revolução dos Bichos’: conheça o clássico que critica o totalitarismo

Arte inspirada no livro A Revolução dos Bichos, de George Orwell
Arte inspirada no livro A Revolução dos Bichos, de George Orwell Carl Glover/Flickr/Reprodução

A obra de George Orwell chega em novas edições nas livrarias e desperta a curiosidade de estudantes

Você já leu A Revolução dos Bichos? Segundo a Modern Library List, o livro é um dos 100 melhores do século 20. A clássica obra do autor inglês George Orwell narra a jornada de um grupo de animais que decide se rebelar contra o dono da fazendo, o Sr. Jones, e com a exploração dos humanos. É uma alegoria e uma sátira sobre o totalitarismo, mais especificamente com os rumos que tomados pela Revolução Russa, de 1917.

Por que a saga ainda desperta interesse? Primeiro, pelo texto assustadoramente atual. E, mais recentemente, pelas adaptações e novas publicações.

De acordo com os países que seguem a Convenção de Berna, após 50 anos da morte do autor, a obra se torna domínio público. O que significa que qualquer editora pode publicar o livro, sem necessariamente ter que pagar pelos direitos autorais. No Brasil, o prazo é de 70 anos. A morte de Orwell chegou a essa marca em 2020 e, desde então, há diversas novas edições no mercado nacional.

O livro pode parecer uma simples fábula infantil em uma leitura distraída, mas suas mensagens funcionam de maneira quase didática para expressar o que Orwell acreditava que acontecia dentro do regime soviético. Mas, afinal, o que podemos aprender sobre o totalitarismo ao ler A Revolução dos Bichos?

GUIA conversou com o professor de História do Anglo Eduardo Duique para desmembrar um pouco a narrativa e compreender os seus significados.

Continue lendo, clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: