Ir para conteúdo

O mito da caverna de Platão: análise completa

O Mito da Caverna de Platão - Cults e Raridades

O filósofo grego Platão desenvolveu o denominado “mito da caverna” para explicar uma série de ideias sobre o conhecimento e a condição do ser humano.

Devido à sua importância, o mito é extremamente abordado por diversas questões de filosofia, principalmente na prova do ENEM e nos vestibulares.

O mito da caverna de Platão: introdução

O mito da caverna, também denominado de alegoria da caverna, é uma teoria em forma de metáfora que foi elaborada pelo filósofo Platão.

Platão foi um dos mais importantes filósofos e pensadores de toda a história e, através do seu mito da caverna, conseguiu explicar a busca pelo conhecimento e a condição humana em diferentes perspectivas.

O mito foi, ainda, essencial para a consolidação da teoria de Platão sobre a existência de um “mundo das ideias”, que seria ideal e deveria ser atingido por meio da busca pelo verdadeiro conhecimento.

O mito da caverna de Platão: a metáfora

O mito da caverna nada mais é do que uma metáfora, ou seja, uma história elaborada pelo filósofo para exemplificar a sua teoria.

Na história, alguns homens estão dentro de uma caverna e ali permanecem. Os mesmos estão acorrentados e imobilizados por correntes, que impossibilitam qualquer movimento.

Além disso, esses indivíduos se encontram de costas para a entrada da caverna, tendo uma visão apenas do fundo e das sombras do mundo exterior. Por permanecerem nessa condição, esses homens acreditam que as sombras representam tudo aquilo que existe no mundo.

Porém, em determinado momento, um homem consegue se libertar das correntes e busca a saída. Ao alcançá-la, a luz, representando a razão, fere os seus olhos, e ele é obrigado a proceder com uma cautela maior.

O indivíduo chega ao mundo exterior e, admirado com o que viu e descobriu, decide retornar para a caverna e mostrar aos seus companheiros o que existe lá fora.

Os homens que permaneceram acorrentados, porém, não acreditam no que o homem liberto diz, uma vez que estão acostumados à escuridão e ao aprisionamento.

O mito da caverna de Platão: explicação

Através do mito da caverna, Platão busca enfatizar a importância da busca pelo conhecimento verdadeiro. Essa só pode ser realizada a partir do abandono da zona de conforto, em que os homens vivem rodeados por ilusões e aparências e costumes.

Cada elemento da alegoria possui um significado. Vamos descobrir, a seguir, quais são eles:

  • Correntes: as correntes representam o senso comum e os preconceitos, malefícios da sociedade que aprisionam o homem impedindo que ele alcance o conhecimento verdadeiro.
  • Sombras: as sombras representam as aparências, ou seja, aquilo que é um imitação da realidade.
  • Prisioneiros: os prisioneiros somos nós, ou seja, os homens que devem buscar o conhecimento.
  • Saída da caverna: missão/processo que deve ser realizado para romper com os preconceitos e o senso comum, alcançando o verdadeiro conhecimento.
  • Luz e Sol: representam o verdadeiro conhecimento e a razão.

Notícias Concursos. 18.7.2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: