Ir para conteúdo

5 livros para entender a realidade do sistema carcerário brasileiro

O Carandiru após a chacina
O Carandiru após a chacina – Wikimedia Commons

Saiba mais sobre as prisões brasileiras a partir de grandes obras disponíveis na Amazon

Segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) — órgão ligado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública — o Brasil tem mais de 773 mil pessoas presas no sistema carcerário. Insalubridade das celas, abusos policiais e rivalidade entre facções criminosas são algumas das temáticas que permeiam a realidade das prisões no país. 

Confira abaixo 5 obras que retratam as prisões brasileiras:

1. Presos que menstruam, de Nana Queiroz (2015) – https://amzn.to/3lt97qD

Nesta grande reportagem, a jornalista Nana Queiroz retrata o brutal cotidiano de mulheres encarceradas nas prisões brasileiras. Por meio de uma pesquisa minuciosa, a obra revela a história de diferentes personagens femininas que foram presas, humilhadas e torturadas pelo sistema prisional nos dias atuais. 


2. Estação Carandiru, de Drauzio Varella (1999) – https://amzn.to/2I1k8lu

Vencedor do Prêmio Jabuti 2000, o livro Estação Carandiru, de Drauzio Varella, retrata casos específicos da população carcerária da extinta Casa de Detenção de São Paulo, o Carandiru. Por meio de uma escrita envolvente, o autor revela a realidade dos presídios brasileiros.


3. Prisioneiras, de Drauzio Varella (2017) – https://amzn.to/2HWGpAL

Em 1989, Drauzio Varella tornou-se médico voluntário em penitenciárias brasileiras, sendo a primeira a extinta Casa de Detenção de São Paulo, o Carandiru. Nesta última trilogia literária do autor, ele resgata os últimos 11 anos de atendimento na Penitenciária Feminina da Capital, que abriga mais de 2 mil presas. Particularidades, isolamento, solidão e doenças são algumas das problemáticas que permeiam a vida das detentas, e que são amplamente relatadas nesta memorável obra. 


4. Regime fechado, de Débora Driwin Rieger Zanini (2016) – https://amzn.to/3lt9zoP

A partir do olhar cronista da juíza catarinense Débora Zanini, a autora revela diferentes histórias que presenciou ao longo de sua carreira. Com relatos e abordagens fiéis, a escritora apresenta histórias que vão desde fugas frustradas, presos comportados, traficantes perigosos, até internos terem um sapo como animal de estimação.


5. Cadeia, de Debora Diniz (2015) – https://amzn.to/2HWGG6L

Por meio de 50 textos exclusivos, a escritora Debora Diniz narra o que presenciou durante um período de 6 meses em que visitou o Presídio Feminino do Distrito Federal. Este livro foge do formato comum de reportagem ou de denúncia, buscando apresentar trajetórias reais de mulheres surpreendentes e com histórias emocionantes.


Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o Factótum Cultural pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: