Ir para conteúdo

“Fatos” históricos que são tudo, menos verdade!

"Fatos" históricos que são tudo, menos verdade!

Mitos sobre a História que você ainda pode acreditar.

A História tem sua maneira de existir e serve para nos ensinar o longo caminho que percorremos, ilustrando como a natureza humana mudou e conseguiu permanecer essencialmente inalterada ao mesmo tempo. No entanto, não são raras as vezes que surgem mitos enraizados e até alguns fatos que são embelezados ou reimaginados mais tarde na literatura e no cinema, se mantendo na memória coletiva e parecendo reais. Desde quem construiu as pirâmides do Egito até as roupas que os ninjas vestiam, a História está cheia de conceitos e suposições um tanto quanto errados.

Você sabe se já confundiu mitos com História de verdade? Veja e descubra!

Galileo Galilei 

Galileo Galilei não foi o primeiro a teorizar que a Terra girava em torno do Sol.

 A noção foi apresentada pela primeira vez por Aristarco de Samos no século III a.C. A teoria não ganhou força até o modelo de Nicolau Copérnico no século XVI.

Imperador Nero e o violino –

Você acha que é verdade que o Imperador Nero realmente tocou violino enquanto Roma queimava?

Na verdade, o violino não tinha sido inventado até provavelmente alguns séculos depois. Mas há algum apoio para a teoria de que Nero colocou a cidade a baixo de propósito.

O poderoso império de Alexandre, o Grande –

Ao contrário da crença popular, Alexandre, o Grande, não possuiu o maior império da História.

 O título de maior império da História pertence ao Império Mongol dos séculos XIII e XIV, que se estendeu da Ásia Central à China, Oriente Médio, Coreia e Europa  Oriental  até perto de Viena, na Áustria. No entanto, Alexandre, o Grande, foi o maior da Antiguidade.

Colombo e o globo 

Cristóvão Colombo não provou que a Terra era redonda.

Os europeus instruídos sabiam que a Terra era redonda desde a época de Aristóteles.

Complexo de Napoleão 

Napoleão Bonaparte não era tão baixo quanto nos fizeram acreditar.

Ele tinha aproximadamente 1,70 m, o que era a média na época. A confusão provavelmente surgiu porque a sua altura estava listada como 5 pés e 2 polegadas, mas havia diferenças entre os sistemas de medida francês e britânico.

Bolo de Maria Antoineta

A última rainha da França nunca disse “eles que comam bolo” depois de ouvir que os famintos camponeses franceses não tinham pão.

O Grande Fogo de Chicago e a vaca culpada 

Essa não é uma história muito conhecida no Brasil, mas diz a lenda que o incêndio de 1871 foi iniciado pela vaca da Senhora O’Leary que derrubou uma lâmpada. O que não é verdade!

O boato começou depois que o repórter local Michael Ahern publicou uma alegação de que o incêndio tinha começado quando uma vaca derrubou uma lanterna enquanto estava sendo ordenhada. Ahern mais tarde admitiu que inventou a história. Fake News existe desde o sécul XIX, tá vendo?

A pipa de Benjamin Franklin

O estudioso e fundador dos Estados Unidos não descobriu a eletricidade.

 A eletricidade já era bem conhecida na época. Franklin estava simplesmente testando a natureza elétrica dos raios com a sua experiência da pipa.

Queimadas na fogueira 

As acusadas de bruxaria não foram queimadas na fogueira como resultado dos julgamentos em Salém.

Das 20 pessoas que foram executadas, 19 foram para a forca, enquanto uma mulher  de 71 anos foi esmagada até à morte com pedradas.

Abner Doubleday e o baseball

O General da Guerra Civil Americana provavelmente não inventou o baseball em Cooperstown, Nova York.

A maioria dos historiadores modernos do baseball considera a alegação falsa, mas o mito levou o Hall da Fama e o Museu Nacional de Baseball a ficarem localizados em Cooperstown.

Os inconfidentes lutaram pela Independência do Brasil 

No século 18, quando a Inconfidência Mineira aconteceu, ainda não havia a ideia de Brasil como nação que temos atualmente. Por isso, eles não queriam libertar todos os estados brasileiros do domínio da  C o r o a  Portuguesa. O movimento tinha motivações específicas na região de Minas e atingia no máximo os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Tiradentes era chamado assim por ser dentista

Não necessariamente. Até o século XVII, os médicos não mexiam nos dentes das pessoas e quem cuidava dos problemas dentários eram barbeiros. Tiradentes “cuidava” dos dentes, mas não possuía o título de dentista, até mesmo porque só há registros da palavra dentista para designar uma categoria profissional a partir de 1800, data posterior a sua morte. Mas o trabalho consistia em apenas extrair o dente, de forma bastante rudimentar e dolorosa. Joaquim José da Silva Xavier, porém, não só extraía dentes como também os fabricava, com ossos de animais, e os implantava.

O infame passeio a cavalo de Lady Godiva 

Não há indícios que sustentem que Lady Godiva tenha andado  n u a  a cavalo em Coventry como maneira de protestar contra os impostos implacáveis do marido.

Embora ela tenha implorado ao marido, Leofric, conde de Mércia, que reduzisse os impostos, não é claro como surgiu a lenda do infame passeio a cavalo.

A cavalgada noturna de Paul Revere 

O ourives e industrial não gritou “Vêm aí os britânicos!” no início da Revolução Americana. O termo “americano” não foi popularizado até depois da revolução, já que a maioria dos colonos americanos ainda se considerava britânica.

Os Vikings e os seus famosos capacetes com chifres

O que significam os chifres nos capacetes dos Vikings? Nada, porque eles não usavam chifres na cabeça.

Segundo o History Channel, “os arqueólogos ainda não descobriram um capacete da era viking ornamentado com chifres”. A imagem popular do viking só surgiu no século XIX, quando artistas escandinavos popularizaram seus retratos fictícios.

Cintos de castidade na Idade Média 

As pessoas da Idade Média não usavam cintos de castidade.

Não há provas que mostrem que o infame item de vestuário tenha surgido antes do século XV, durante o Renascimento.

A amante de cavalos Catarina, a Grande – Ao contrário do mito popular, a Imperatriz da Rússia do século XVIII não morreu ao fazer  sexo  com um animal, que se diz ter sido um cavalo.

A verdade é que Catarina sofreu um derrame cerebral e morreu silenciosamente na sua cama no dia seguinte, em 17 de novembro de 1796.

Expectativa de vida da Idade Média 

As pessoas da Idade Média não morriam aos 30 anos.

Em média as pessoas viviam até os 64 anos, o que não é assim tão diferente de hoje. Os números da época eram fortemente distorcidos pelas altas taxas de mortalidade infantil.

Quem construiu as Pirâmides do Egito?

Os indícios sugerem que as pirâmides foram obra de escravos? Não é verdade.

Acredita-se que os túmulos descobertos nas proximidades das famosas pirâmides pertençam às pessoas que trabalharam na construção das pirâmides, o que sugere que elas não eram escravos, afinal.

As tropas de Hitler e o inverno russo 

Hitler foi realmente derrotado pelo clima russo? Bem, a História tende a ser um pouco mais complexa do que isso.

Embora a temperatura gélida e o terreno lamacento não tenham ajudado, a derrota de Hitler foi resultado de uma série de erros táticos que as tropas de Stalin souberam aproveitar ao máximo.

Ninjas e o seu traje popular 

Os ninjas não usavam apenas preto. Na verdade, eles raramente usavam preto.

Um ninja era essencialmente um mercenário ou um espião no Japão feudal. O ninja era contratado para realizar uma infinidade de funções, incluindo espionagem, sabotagem, infiltração, assassinato e guerrilha. E assim, usavam roupas à paisana para se esconderem à vista de todos.

A Grande Muralha da China a partir do espaço 

A Grande Muralha não é a única estrutura feita pelo homem vista da lua.

De fato, com apenas 9 metros de largura e uma cor semelhante ao terreno que a cerca, a Muralha quase não é vista da lua.

O manto de Sir Walter Raleigh 

Sir Walter Raleigh não colocou seu manto sobre uma poça de lama para impedir que a Rainha Elizabeth I molhasse os pés.

Ele foi promovido a capitão da guarda Real dois anos depois de ter suplicado à rainha que conquistasse a Irlanda. Mas caiu em desonra depois de ter tido um caso com uma das damas de companhia da rainha. A história do manto provavelmente foi obra do historiador Thomas Fuller, conhecido por embelezar os fatos.

Notícias ao Minuto. 7.12.2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: