Ir para conteúdo

Obra de Max Weber analisa a relação entre o protestantismo e o capitalismo

Max Weber, jurista e economista alemão

A ética protestante e o espírito do capitalismo apresenta uma secularização de conceitos religiosos e sociológicos que, ainda hoje, influenciam a sociedade

Max Weber (1864-1920) foi um jurista e economista alemão que, até hoje, possui grande influência nos estudos de filosofia, ciência política, administração, economia e direito. Considerado o precursor da Sociologia, Weber dedicou-se aos estudos do capitalismo, sendo suas obras fundamentais para compreender este sistema. 

[Colocar ALT]
Para ADQUIRIR o LIVRO, clique aqui

Recém lançada no Brasil pelo Grupo Editorial Edipro, a obra A ética protestante e o espírito do capitalismo, de Max Weber, foi publicada originalmente em 1905, e trata-se da compilação de dois artigos escritos em 1904 pelo sociólogo. 

Neste clássico ensaio, o especialista analisa as doutrinas protestantes a partir da influência do Calvinismo para economia. Além disso, Weber traça um paralelo entre a predestinação e o êxito material como graça divina, com o desenvolvimento do capitalismo moderno para a sociedade atual. 

“No entanto, é preciso considerar o que hoje costuma ser esquecido: que a Reforma significou não tanto a eliminação do domínio da Igreja sobre a vida em geral, mas sobretudo a substituição da forma de domínio vigente até então por outra. Para ser mais exato, significou a substituição de um domínio extremamente cômodo, na época pouco perceptível na prática, muitas vezes quase apenas formal, por uma regulamentação infinitamente incômoda e séria de toda a condução da vida, que penetrava, da maneira mais ampla que se possa pensar, em todas as esferas da vida pública e privada”, escreveu Weber na obra.

A partir de seus estudos minuciosos, Weber explica que os protestantes do início do século 20 apresentavam maior racionalidade econômica do que os cristãos adeptos ao catolicismo. Sua obra parte da análise estatística das crenças religiosas e a atuação das mesmas para alavancar a economia alemã do início do século passado. 

Disponível na Amazon, A ética protestante e o espírito do capitalismo pode ser considerada uma obra fundamental para uma introdução aos estudos históricos da economia e das crenças culturais. Em suma, o autor apresenta uma secularização de conceitos religiosos e sociológicos por meio de perspectivas políticas e filosóficas.

Confira um trecho da A ética protestante e o espírito do capitalismo (2020): 

“Um consulta à estatística ocupacional de um país onde haja a coexistência de confissões religiosas mistas costuma trazer à luz, com notável frequência, uma constatação que muitas vezes provocou intensa discussão na imprensa e na literatura católica, bem como nos congressos católicos na Alemanha: o caráter prevalentemente protestante tanto da posse do capital e do empresariado quanto das camadas superiores e letradas da mão de obra, mas sobretudo dos profissionais com instrução técnica e comercial altamente qualificada das empresas modernas”.

Aventuras na História. 30.7.2020.

Factótum Cultural Ver tudo

Um Amante do Conhecimento e com o desejo de levá-lo aos Confins da Galáxia !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: