Ir para conteúdo

Olha como a ciência pode te ajudar em um papo com os terraplanistas (e outros teóricos da conspiração)

Olha como a ciência pode te ajudar em um papo com os ...

Já parou para pensar no poder que um discurso tem? Para o bem ou para o mal, um discurso pode mudar a vida de alguém. E existem ferramentas das ciências humanas que incluem o chamado quadrado ideológico, capazes de nos ajudar a identificar elementos-chave em discursos para assim reagir melhor e construir argumentos mais efetivos durante uma discussão.

Irina Didier, mestre em comunicação e consumo, explica que o quadrado ideológico, a grosso modo, coloca um determinado grupo radicalizado em um quadrante enquanto outro fica no lado oposto. Quer um exemplo para ficar mais claro?

É assim: imagina que um grupo assume e enfatiza sempre suas boas ações. As más ações? Minimizam ou individualizam. E como esse pessoal olha o outro grupo? Bem, para eles as boas ações do “lado de lá” só acontecem de forma reduzida ou em casos isolados. Já as más ações são comuns e recorrentes na visão deles.

Soa familiar? Coloca aí umas teorias conspiratórias e vai ver que o discurso cabe direitinho nesse esquema.

Dá uma olhada no vídeo que a gente mostra mais detalhes de como tudo isso funciona.

* Nunca Vi 1 Cientista é um grupo de divulgação científica encabeçado pelas jovens cientistas Ana Bonassa e Laura de Freitas para estimular o contato com a ciência.

Assista o vídeo:

UOL. 6.7.2020.

Factótum Cultural Ver tudo

Um Amante do Conhecimento e com o desejo de levá-lo aos Confins da Galáxia !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: