Notícias

Estressada? Se você faz parte da Geração X e você não está sozinha

Geração X ou Late Boomers.  Eu falei sobre isso na última coluna, e principalmente o quanto essa geração de mulheres nascidas entre 1964 e 1979 ( há quem estenda nossa geração para 1961 a 1981) está quebrando paradigmas e movimentando a economia de uma forma jamais imaginada. Essa é a parte mais bacana desse movimento atual, mas existe um Lado B nisso tudo?

Claro que sim! Estudos recentes demonstram que a famosa GenX está se sentido especialmente estressada e ansiosa, tanto no campo profissional quanto no campo pessoal. Foi essa a primeira geração que acreditou que poderia conseguir brilhar em todos os campos, porque as oportunidades foram dadas.

Mais do que nossas mães, fomos incentivadas a fazer uma boa faculdade, bons estágios, casar, criar nossos filhos, ter um círculo social interessante . Também fomos as primeiras a ler nas revistas como “manter um casamento hot”, ou “como ser sexy’ além de sermos boas mães.

Éramos adolescentes quando Jane Fonda bombava com sua aulas de aeróbica e claro, corremos para as academias. Esse movimento já nos colocou no circuito “fitness’, coisas que nossas mães nem pensavam. Aí vieram as dietas inacreditáveis dos anos 80 e 90, e  que nos assombram há quase trinta anos.

Qual mulher que está hoje em torno dos 50 que não viu o surgimento da Dieta do Professor Atkins? Da Dieta de Beverly Hills  (que vendeu mais de um milhão de copias e pregava que só frutas eram permitidas nos primeiros 10 dias)? Quantas de nós não se jogou na idéia de perder 10 quilos em duas semanas com a Dieta do professor Scarsdale?

Atire a primeira pedra quem não conta com o surgimento, ainda,  de uma dieta milagrosa que enxugue os eternos quatro quilos a mais, mas que nos libere dos nossos vinhos diários.

Estamos levantando nossa barra de auto exigência cada dia mais alta, porque além da necessidade de estarmos sempre antenadas quando se trata de novas tecnologias ou novas idéias – afinal muitas de nós ascenderam a cargos importantes e lutam bravamente no mercado de trabalho –  é inegável que existe uma preocupação em parecermos mais jovens quando concorremos com millennials em uma entrevista de trabalho.

E como se isso não bastasse, somos bombardeadas todos os dias com preocupações reais como cuidar dos nossos pais – financeiramente ou emocionalmente –pagar a faculdade dos filhos que cresceram, abrir uma Previdência Privada porque, afinal, os 80 anos estão logo aí. Todos esses pensamentos surgem, obviamente, enquanto estamos na esteira tentando recuperar o corpo dos 30 anos ou durante aquela noite em que estamos acordadas porque acabou a melatonina que o nosso corpo produzia.

Ada Calhoun, escritora norte- americana que está fazendo bastante barulho com seu novo livro “Why We Can’t Sleep; Women’s New Midlife Crisis”(ainda sem tradução por aqui)., fez um verdadeiro tratado sobre os motivos que nos fazem viver constantemente estressadas. “As expectativas de como as mulheres da Geração X devem envelhecer lindas é só uma parte do que significa ser uma mulher madura hoje”, Ada pontua.

“As GenX têm muito mais oportunidades que nossas mães e avós tiveram, mas com essas possibilidades vêm mais pressão. Temos que ficar cada dia mais jovens porque a medicina nos permite, devemos ser mais poderosas no trabalho, esperam que sejamos super mães e que ainda saibamos ser aquela esposa interessante e hype”, Ada finaliza.

Se isso não nos coloca na categoria de estressadas constantes, não sei mais o que  coloca. É claro que junto com essa pressão vem a sabedoria de sabermos escolher as nossas batalhas, e porque não, assumirmos que somos limitadas e pronto. Também vem um certo alivio em olhar para o espelho e chegar à consciência de fizemos o melhor que poderíamos ter feito.  Com os filhos, com a nossa carreira, com os nossos relacionamentos, com o nosso corpo.

Se levantar a barra da auto exigência tem tirado o nosso sono, está mais do que na hora de termos um olhar generoso com a nossa história.

Vogue. 25.2.2020.

Categorias:Notícias

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.