Ir para conteúdo

Leitor, você tem medo do envelhecimento?

por Leandro Karnal

Autorretrato como o Apóstolo Paulo (1661), Rembrandt.

Cícero refletiu sobre o processo na obra De Senectude, mesmo título do italiano Norberto Bobbio. 

Cléa Bosi, no livro Memória e Sociedade, criou parágrafos lapidares sobre a idade. 

Simone de Beauvoir trata do conceito no texto “A Velhice”. No fim da sua vida e de Sartre, aumentou a secura analítica no livro “A Cerimônia do Adeus”. 

Lembrei-me dos textos ao ver o filme Amor, de Michael Haneke, um dos mais belos e duros a que já assisti.

A cor da vida é a cor da morte, assegura sábio ditado. 

No fundo, gente velha é igual a gente jovem, só que velha… 

Jovens chatos serão velhos chatos. Um adolescente brilhante tem chance grande de gerar um ancião da mesma cepa. 

Qual seria, de fato, nosso medo? 

Provavelmente, o receio dialoga com a questão da perda de relevância e de controleespecialmente sobre o nosso corpo

Deus permitiu que Jó perdesse todos os bens e seus dez filhos. O paciente sofredor resistiu, epicamente. 

Só depois, o Criador autoriza uma doença grave sobre o protagonista. O que podemos deduzir? Perder bens e perder filhos constituem males menores do que a fraqueza corporal em si.

As letras teimam em diminuir diante das retinas cansadas. Incorporamos palavras complexas ao vocabulário: presbiopia, estatinas, colonoscopia… Nossa casa fica cada vez mais confortável e a rua mais desafiadora. 

A nécessaire de remédios aumenta a cada ano. A percepção se acelera quando alguém nos cede um lugar no metrô lotado, ainda que com o sorriso generoso de um bom escoteiro que ampara Matusalém na reta final. 

Por fim, o elogio que mata o último botão da nossa fantasia de juventude é disparado: você está bem para a idade… Pronto! 

Chegamos lá: a região obscura depois do cabo da Boa Esperança. Carimbamos o passaporte para a terra sem volta. O que está pela frente fica menor do que o que passou.

Há pessoas otimistas e pessimistas. As duas posturas envelhecerão. 

Lutar contra o tempo é como rebelar-se contra a lei da gravidade. Angustiar-se com a idade é temer a chegada do fim do dia ou das fases da lua. 

É uma idade de sinceridade. Crianças, velhos e bêbados têm um compromisso maior com a verdade.

Nem sempre ficamos pacientes, mas cresce a autenticidade.

A idade madura abre os olhos para as coisas essenciais.

Para muitos, é o momento de começar a fazer o que realmente gostam. Cora Coralina publicou seu primeiro livro de poesia com quase 76 anos. Konrad Adenauer reergueu a Alemanha Ocidental entre 73 e 87 anos.

Há melancolia e libertação no processo. 

Como muitos perceberam, aumenta nossa invisibilidade para o mundo. 

Na infância, eu achava que o homem invisível da televisão poderia fazer quase tudo. Os seres crepusculares podem! As corujas voam mais livres no fim.

#RecadoDaEquipeK

 No Universo Karnal deste sábado, o professor Karnal recebe Mayana Zatz, doutora em genética pela USP e uma das principais especialistas quando o assunto é envelhecimento e longevidade. Há como ver encanto no envelhecimento, aponta a poeta capixaba Elisa Lucinda.

Durante o programa, Karnal mergulha de cabeça no assunto e convida você, Neemias, a refletir sobre a inversão da pirâmide etária em nosso país.

E um momento único: em uma conversa com uma banda de rock formada por veteranos, o professor faz a sua estreia nos palcos… cantando!

Estamos nos tornando uma nação de idosos? Como podemos envelhecer bem? 

Nosso encontro está marcado: 

Sábado, dia 30/07, às 23h na CNN Brasil (TV) ou no Youtube da CNN Soft ou pela TV.

O programa será reprisado no domingo, ao meio-dia.

#KarnalIndica:

Neemias, se você me acompanha nas redes sociais, provavelmente já sabe da minha nova série no YouTube sobre História da Arte.

“A arte de ver o invisível” é um projeto em que convido você a percorrer 8 importantes museus de São Paulo.

Em cada episódio, vamos mergulhar em diversas obras e conhecer melhor a história de grandes artistas nacionais e internacionais. 

Vamos, juntos, desvendar grandes obras da cultura brasileira e analisar o que está por trás de cada uma delas?

Para assistir à série, veja o vídeo abaixo:

Os próximos episódios serão publicados todas as quintas-feiras, às 20h30, no “Prazer, Karnal”, no YouTube. 

Uma excelente semana e até a próxima.

LK e Equipe K.

Um comentário em “Leitor, você tem medo do envelhecimento? Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: