Ir para conteúdo

Livro aborda 200 anos do Tribunal do Júri no Brasil

As características atuais e as projeções do Tribunal do Júri são abordadas no livro “Estudos em Homenagem aos 200 anos do Tribunal do Júri no Brasil”, publicado pela Editora Revista dos Tribunais e organizado pelos advogados Rodrigo Faucz e Daniel Avelar — ambos colunistas da ConJur.

A obra reúne pareceres e artigos de especialistas no tema, cujas análises e reflexões se voltam a todos os profissionais e estudiosos da área. O livro propõe aperfeiçoar a participação popular no Judiciário, e assim materializar a garantia fundamental de o acusado ser julgado pelos seus pares.

Um dos artigos é da próxima presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Thereza de Assis Moura. Já o prefácio é de Rogério Schietti Cruz, também ministro da corte.

Segundo Faucz, “o aprimoramento do Tribunal do Júri necessariamente passa pela proteção às premissas de um julgamento imparcial, verdadeiramente representativo e respeitador dos direitos e garantias constitucionais e convencionais”.

Faucz é criminalista, coordenador da pós-graduação em Tribunal do Júri do Curso CEI, professor de Processo Penal da FAE e do programa de mestrado em Psicologia Forense da UTP.

Já Avelar é juiz, presidente do 2º Tribunal do Júri de Curitiba desde 2008, coordenador do Núcleo de Pesquisa em Tribunal do Júri (Nupejuri), professor de Processo Penal na FAE, UTP e Emap, e da pós-graduação em Tribunal do Júri do Curso CEI.

O livro está em pré-venda no site da editora. Clique aqui para comprar.

Revista Consultor Jurídico, 16 de junho de 2022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: