Ir para conteúdo

Veja quanto um motorista rodava com R$ 100 de gasolina em 2002 e quanto anda agora

CNN Brasil Business fez cálculo que mostra a corrosão do poder de compra dos brasileiros com o aumento do preço da gasolina

Nesta quarta-feira (27), o preço da gasolina bateu novo recorde, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em todo país.

Os preços cada vez mais alto do combustível vem afetando a capacidade de locomoção dos brasileiros. O CNN Brasil Business fez um cálculo que mostra qual a distância que os motoristas conseguiam percorrer desde 2002 até 2022, conforme o aumento no preço da gasolina.

O cálculo considerou o preço médio do combustível nos postos brasileiros. Segundo a ANP, valor ficou em R$ 7,270 o litro na semana de 17 a 23 de abril, superando o recorde anterior de R$ 7,267, registrado na semana de 13 a 19 de março.

Em 2002, o combustível estava custando, em média, R$ 1,713. Naquele período, com R$ 100, os consumidores conseguiam encher 58,4 litros do tanque. Dessa maneira, com uma cédula era possível uma viagem saindo do Rio de Janeiro (RJ) até chegar em Curitiba (PR).

Já em 2005, a gasolina estava com um preço médio de R$ 2,302, sendo possível encher 43,4 litros com R$ 100. No entanto, a distância possível de ser percorrida já diminuía. O veículo, saindo do RJ, chagava até a cidade de Registro (SP), não mais em Curitiba.

Distância percorrida com gasolina saindo do Rio de Janeiro / Reprodução/CNN

No ano de 2015, com o combustível a R$ 3,308, os R$ 100 enchiam 30 litros e o consumidor conseguia viajar até São Paulo, capital. Em 2018, a gasolina já estava em R$ 4,215 e o motorista alcançava a cidade de São José dos Campos (SP), com um tanque de 23,7 litros.

Atualmente, os mesmos R$ 100 compram 13,8 litros de gasolina e o motorista consegue sair da cidade do Rio de Janeiro e chegar na primeira cidade do estado de São Paulo, Queluz, já com a necessidade de abastecer o carro.

Maior impacto

A gasolina foi o combustível com maior impacto no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de abril, divulgado nesta quarta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com alta de 7,51%.

O diesel teve alta de 0,2% de 17 a 23 de abril, atingindo média de R$ 6,6 o litro na média do país, com o preço mais alto registrado no Acre, de R$ 7,9 o litro.

CNN. 27.4.2022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: