Ir para conteúdo

Filmes de professores, filmes para professores e sobre professores

Professores inspiradores de filmes que podem te ajudar nos vestibulares |  Guia do Estudante

A indústria do cinema possui diversos gêneros e subgêneros. Dramas, comédias, aventuras, musicais, entre outros. Muitas vezes, personagens professores aparecem como protagonistas destas narrativas. É possível afirmar que existe um subgênero de “filmes que mostram professores”? Esse vídeo pretende defender que sim. Mais do que isso, verticalizando essa perspectiva, é possível estabelecer de forma reconhecível o que podem ser chamados de filmes DE professores, filmes PARA professores e filmes SOBRE professores. O que caracterizam esses filmes? De modo geral, seriam obras que narram a trajetória de figuras caracterizadas por sua capacidade, vocação ou atividade profissional baseada na ação de transmitir conhecimento, experiência ou sabedoria.

Primeiramente, os “Filmes DE professores” são obras cinematográficas que, tradicionalmente, foram adotados como veículos de ilustração para certos períodos históricos. Alguns exemplos célebres são “Guerra do Fogo” para Pré-história, “O Nome da Rosa” para Idade Média, “Revolução dos Bichos” para Revolução Russa entre outros. O gênero documentário costuma ser apresentado como o filme DE professores por definição, mas isso é um pouco mais complexo do que parece, como o vídeo vai demonstrar.

Os “Filmes PARA professores” são obras cinematográficas que procuram discutir a figura do professor em suas múltiplas variações, ajudando a estabelecer para essa classe profissional uma identidade. Nesse gênero de filmes, a relação professor-aluno dá-se, comumente, dentro do ambiente escolar ou em uma situação similar. A aprendizagem formal, a transmissão do conhecimento em si, ou a falta dele e as razões para isso, estabelece o fio narrativo. Exemplos conhecidos são os filmes “Sociedade dos Poetas Mortos”, “Ao mestre com carinho” e “Clube do Imperador”. Focando a questão de gênero, tendo professoras como protagonistas, sendo que o fato de serem mulheres é fundamental para pontuar a linha narrativa, temos “Sorriso de Mona Lisa”, “Escritores da Liberdade” e “Mentes Perigosas”.

O terceiro tipo são os “Filmes SOBRE professores”, que são obras cinematográficas que extrapolam a relação professor-aluno, não necessariamente transcorrendo dentro do ambiente da escola ou mesmo tendo a busca pelo conhecimento formal como mote dramático. Quase sempre o processo de amadurecimento humano ou a aquisição de uma determinada fonte de sabedoria, visando resolver uma situação limite, é o mote do enredo. Esse tipo de filme enfoca relações de aprendizagem nas quais o elemento da autoridade professoral está ausente, deturpado, invertido ou escamoteado em função da ambientação narrativa. Filmes como “Gran Torino”, “Karatê Kid” e “Gênio Indomável” e mesmo a saga Star Wars são bons exemplos.

É fato que o cinema está cada vez mais presente no ambiente escolar. Ao mesmo tempo, a cultura audiovisual é, cada vez mais, apropriada pela acadêmica. É cada vez mais comum que filmes sejam analisados em projetos de pesquisa, TCC’s, Dissertações e teses nas faculdades de ciências humanas. Ao mesmo tempo, vídeos documentários tornam-se importantes elementos de divulgação científica, em qualquer área, tanto em História quanto em Física ou biologia. Assista o vídeo e entenda como estar por dentro desse debate.

Ademir Luiz. 2.11.2021. Revista Bula.

Categorias

Artigos

Tags

,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: