Ir para conteúdo

Adorno, o fascismo e o mal

Um dos pensadores do século XX que mais se dedicou ao estudo crítico do fascismo foi o filósofo e sociólogo alemão Theodor Adorno.

Seu trabalho detalhou a vulnerabilidade emocional do cidadão comum a preconceitos, apelos de adesão grupal e de fúria destrutiva dirigidos contra as vítimas da perseguição fascista.

Na realização de sua análise crítica, Adorno empregou principalmente conceitos da psicanálise freudiana e do materialismo dialético.

Este livro apresenta o estudo crítico de Adorno sobre o fascismo, mas também procura demonstrar que a destrutividade e crueldade do fascismo extrapolam a análise proposta por Adorno, e por isso requerem o emprego do conceito de mal metafísico para sua compreensão mais ampla.

Com esse objetivo, a primeira parte do trabalho expõe os elementos teóricos centrais utilizados por Adorno para entender e criticar o fascismo. Na segunda parte, são expostos os conceitos filosóficos mais importantes para se compreender o conceito metafísico de mal e também suas implicações relacionadas com o campo da educação.

Factótum Cultural Ver tudo

Um Amante do Conhecimento e com o desejo de levá-lo aos Confins da Galáxia !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: