Ir para conteúdo

O sacerdócio do advogado

Por Wagner Dias Ferreira

Altivez | O temor que tolhe a independência e a altivez dos advogados

A Constituição diz que o advogado é indispensável à administração da justiça. Esta imprescindibilidade dá ao trabalho do profissional do Direito características muito singulares. Ele exerce atividade privada conectada de forma essencial ao Poder Judiciário.

Art. 133: o advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei.

Com o advento da COVID 19 e a falta de alinhamento entre os entes públicos executivo, federal, estadual e municipal sobre como enfrentar a pandemia, tornou-se fundamental para o advogado estar atento às  orientações dos tribunais, para realizar suas atividades.

Inicialmente, ocorreu uma suspensão geral dos trâmites processuais físicos e eletrônicos. Logo a seguir foram liberados os trâmites em processos eletrônicos. Agora, como a contaminação pela doença não sede abre-se a possibilidade para a digitalização de processos físicos de modo a permitir que estes voltem a tramitar.

E ainda passou-se a realizar audiências por videoconferência, inicialmente as conciliações, depois inclusive as instruções e julgamentos, sempre garantindo o distanciamento social. O que foi possível porque no âmbito do judiciário o CNJ vem garantindo uma coordenação bem clara de como a justiça deve funcionar no período de isolamento social, tão necessário para minimizar o contágio e permitir que o sistema de saúde tenha condições de atender aos doentes que vão aparecendo e necessitando de internação.

A característica mista do trabalho do advogado, privado e público, porque indispensável a administração da justiça, dá ao jurista advogado uma perspectiva impar do tecido social.

O advogado está em contato com o cliente no ambiente privado, protegido pela inviolabilidade de seus atos e o Supremo Tribunal Federal já reconheceu o espaço do escritório como inviolável por ser corolário da inviolabilidade profissional pessoal do advogado (ADIN 1127, pub. 11/06/2010). Condição muito peculiar que coloca o profissional em uma condição muito singular para conhecer e examinar a sociedade, de forma pragmática e ágil para sempre vislumbrar solução a multiplicidade de conflitos que emergem e dão movimento ao tecido social.

Esta singularidade no exercício da profissão de advogado, contato privado com as pessoas naturais e jurídicas que compõem o tecido social, e uma atuação perante o Estado que tem caráter de imprescindibilidade permite ver as dinâmicas da sociedade com um prisma muito peculiar.

Quando Deus chamou Moisés de uma sarça ardente para atribuir a ele uma missão libertadora, o homem santo manifestou sua dificuldade para falar, no que foi acudido pela Divindade com a indicação de um Sacerdote, que seria um mediador, de certo modo, a voz de Moisés.

A dinâmica de entrevistar os clientes para apurar seus interesses ante os conflitos que descrevem ao advogado, procurar o mecanismo de submissão desta realidade trazida ao seu conhecimento as normas vigentes, sempre procurando, na medida do possível antever os passos processuais que serão trilhados é um trabalho profissional que assume sempre ares de ministério, quase sacerdotal. Os juristas mediando os homens e a justiça, os sacerdotes mediando os homens e a divindade.

Advogado especialista em Direito Criminal e do Trabalho

Factótum Cultural Ver tudo

Um Amante do Conhecimento e com o desejo de levá-lo aos Confins da Galáxia !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: