Ir para conteúdo

Cartas para Carlos

Por Gisele de Souza Gonçalves

O último poema - Almanaque Virtual

Para quem gosta de boas histórias, uma sugestão é “O último poema” (2015) – mesmo título da poesia de Manuel Bandeira –, documentário em que entrevista e encenação se dividem no tempo e se completam no enredo. A obra cinematográfica de Mirela Kruel conta um pouco da vida de uma professora do interior do Rio Grande do Sul, Helena Maria Balbinot, que troca correspondência, durante 24 anos, com um mineiro que vive no Rio de Janeiro, cujas poesias a emocionam. Além da amizade e da sabedoria contida nas cartas, muita poesia envolve a história,
pois o destinatário de Helena é Carlos Drummond de Andrade.

O documentário faz recortes do tempo, das cartas e de poemas de Drummond, que
incentiva a jovem Helena nos estudos, na escrita e na vida. Com tom leve e lento, o breve filme tem a interpretação de Helena através de duas atrizes – uma menina e uma jovem senhora – que dão ao espectador um pouco do que viveu a interlocutora do grande poeta que lhe deu atenção, importância e boas conversas. A narrativa se desenvolve e a jovem leitora gaúcha se torna poeta, professora, esposa e mãe tendo a amizade epistolar de Carlos Drummond.

“O último poema” dura cerca de 1h15 e traz, mais do que escritos entre dois amigos e suas considerações sobre a vida, um modo diferente de ver Drummond e um jeito distinto de ver como as cartas – durante tanto tempo – possibilitaram a interação humana de modo íntegro e filosófico, pois conversas eram desenvolvidas com coerência sem o brevíssimo intervalo de tempo que é possível na era digital, o que não impedia seriedade e dedicação entre seus interlocutores.

Helena nos mostra como a mulher do século XX é vista pela família e pela sociedade a partir de suas memórias, é também a sua narrativa que demonstra a angústia existente quanto à maneira como a memória e o tempo perdem sua importância na atualidade. Embora a sociedade contemporânea anseie por vencer o tempo – a busca por rejuvenescer nos exemplifica isso – o mesmo é esquecido em relação aos registros como fotos e livros e isso é lamentado pela avó Helena.

Sem dúvida, “O último poema” é um presente aos leitores de Carlos Drummond, é um agradecimento à leitora do poeta que lhe é fiel antes mesmo que ele fosse tão reconhecido, é ainda uma reflexão sobre o tempo, a memória e a linguagem epistolar que aproximou homens e mulheres mesmo estando tão distantes, muito mais do que podemos vivenciar numa época em que a comunicação nunca foi tão fácil e tão superficial.

Helena e Carlos nos dão – através de Mirela Kruel e sua equipe – uma dose de boa
nostalgia de um tempo que mal conhecemos, mas podemos valorizar pela memória de seus sujeitos.

Saiba mais sobre o documentário: “O Último Poema”

Documentário premiado '"O Último Poema'" estreia na Sala de Cinema ...

Data de Lançamento: 2015 (1h10min)

Direção: Mirela Kruel

Elenco:  Helena Maria Balbinot, Janaína Kremer, Rodrigo Fiatt

Gênero: Documentário

Nacionalidade: Brasil

Sinopse: O universo de Helena Maria, que trocou correspondências com Carlos Drummond de Andrade durante 24 anos. Uma história poética sobre amizade, memória e literatura.

Trailer:


Gisele de Souza Gonçalves. Professora e Doutoranda pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Mãe.

Os artigos publicados, por colunistas e articulistas, são de responsabilidade exclusiva dos autores, não representando, necessariamente, a opinião ou posicionamento do Factótum Cultural.

Um comentário em “Cartas para Carlos Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: