Ir para conteúdo

Brasil corre risco de ter professores em excesso e sem emprego nos próximos anos

O Brasil formou 1,148 milhão de professores para o ensino básico entre 2013 e 2017, o que representa a metade dos 2,226 milhões docentes em atividade no País atualmente. É o que aponta ume estudo coordenado pelo pesquisador Ricardo Paes de Barros, economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor do Insp

O Brasil formou 1,148 milhão de professores para o ensino básico entre 2013 e 2017, o que representa a metade dos 2,226 milhões docentes em atividade no País atualmente, dos quais 1,751 milhão atuam na rede pública. É o que aponta ume estudo coordenado pelo pesquisador Ricardo Paes de Barros, economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor do Insper, que fez diagnóstico da educação nos 27 estados brasileiros. 

De acordo com estimativa do pesquisador, outro 1,5 milhão de docentes sairá dos cursos de Pedagogia e licenciaturas nos próximos cinco anos. O estudo, publicado no jornal Folha de S.Paulo, apontou que 21% dos concluintes de cursos superiores são estudantes de licenciaturas, carreiras como Matemática, Física e Português que preparam para o magistério.

“Somos um país de professores”, diz PB, como o economista é conhecido. “Nós pedimos para as universidades para formar professores ao longo dos últimos 30 anos e eles nos atenderam. Mas ninguém avisou a elas que parassem”, complementou.

Brasil 247. 5/12/2019.

Factótum Cultural Ver tudo

Um Amante do Conhecimento e com o desejo de levá-lo aos Confins da Galáxia !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: