Notícias

Homem morre após ser desafiado a comer lagartixa em festa

David Dowell morreu 10 dias após entrar em contato com lagartixa em festa de Natal (Foto: Pixabay)
DAVID DOWELL MORREU 10 DIAS APÓS ENTRAR EM CONTATO COM LAGARTIXA EM FESTA DE NATAL (FOTO: PIXABAY)

Paciente contraiu a bactéria Salmonella e morreu 10 dias depois por falência múltipla dos órgãos

O australiano David Dowell, de 34 anos, morreu após ser desafiado a comer uma lagartixa em uma festa. De acordo com o noticiário local, o rapaz contraiu salmonela após entrar em contato com o animal, e morreu apenas 10 dias depois do evento, deixando 3 filhos.

Os médicos do hospital de Brisbane, na Austrália, inicialmente acreditavam que ele sofria de gastroenterite ou estava com uma ressaca e iam dispensá-lo, mas a família insistiu que o caso não era tão simples. Após alguns exames, Dowell foi diagnosticado com a infecção — que piorou nos dias seguintes.

A salmonela é geralmente causada pela ingestão de água ou de alimentos contaminados com a bactéria. Segundo o Centro para Controle e Prevenção de Doenças australiano, embora pareçam limpos e saudáveis, os répteis também são uma fonte conhecida da doença bacteriana e o contato pode resultar em infecções graves. 

O australiano David Dowell, que morreu por conta de uma infecção bacteriana (Foto: Reprodução/Arquivo familiar)

O AUSTRALIANO DAVID DOWELL, QUE MORREU POR CONTA DE UMA INFECÇÃO BACTERIANA (FOTO: REPRODUÇÃO/ARQUIVO FAMILIAR)

No caso de Dowell, não está claro se ele realmente comeu a lagartixa ou se apenas a tocou, mas fato é que o quadro do paciente piorou tanto que teve de ser colocado em coma induzido, pois ele estava em agonia constante. “Seus testículos estavam inchados parecendo toranjas e havia vazamento de líquido deles”, contou sua mãe ao SMH. “Os médicos disseram que era normal, que era apenas todo o fluido na cavidade do estômago.”

Dez dias depois de supostamente comer a lagartixa, Dowell morreu durante uma cirurgia após sofrer de falência múltipla dos órgãos. Sua família relata não ter certeza sobre o que o matou, no entanto, “no atestado de óbito há o relato da ingestão de lagartixa, então estou assumindo que foi isso”, lamentou sua parceira, Allira Bricknell, ao 7News.

Para o vice-diretor da Faculdade de Agricultura e Ciências Alimentícias da Universidade de Queensland, Mark Turner, a teoria do consumo da lagartixa é plausível. “É possível que, se a lagartixa foi comida, a Salmonella foi liberada enquanto o animal estava sendo digerido, mas nunca ouvi falar de nada parecido antes”, disse ao Brisbane Times.

Galileu. 3.7.2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.