Notícias

Você está feliz com a sua vida?

Descobrir nosso estado interior nem sempre é uma tarefa simples. O primeiro passo é nos fazermos algumas perguntas simples que nos ajudam a verificar o grau de satisfação que temos com nossas vidas.

A felicidade plena não é um estado, mas sim um caminho, e é esse caminho que queremos abordar hoje. Estar feliz com a vida implica momentos de alegria, é claro. No entanto, envolve mais o dinâmico que o estático, porque é no movimento que nos desenvolvemos.

Levantamos todas as manhãs com planos e expectativas e vamos dormir com a satisfação de mais um dia bem aproveitado, em vez de com aquele pensamento comum de encerrar mais um dia.

Esse tipo de felicidade cria dentro de nós uma euforia contida referente ao conhecimento interior de que as coisas, num ritmo maior ou menor, funcionam.

Nem sempre estamos conscientes do nosso estado interior. Saber se alguém está feliz com a vida implica fazer várias perguntas e respondê-las com sinceridade.

É como fazer uma revisão no carro. De vez em quando convém testar nosso estado emocional para nos fortalecermos e regular as velas do nosso barco da vida se, em algum aspecto, estivermos um pouco à deriva.

Quantas vezes você se vê reclamando da sua vida?

Essa é uma das perguntas mais importantes que podemos nos fazer. Não se trata apenas de evitar a reclamação, trata-se de descobrir o motivo de uma reclamação que se repete frequentemente. Se essa situação se repete, é fácil cair em um loop.

As reclamações têm sua raiz em uma frustração, um desconforto ou um dano percebido. Utilizamos a reclamação como uma maneira de aliviar a tensão. No entanto, sabemos que, longe de aliviar essa tensão, a reclamação nos força a nos concentrarmos no aspecto negativo do fato em questão.

loop da reclamação tem duas saídas: ou a aceito ou faço algo para sair da situação. Às vezes nem mesmo a segunda saída está disponível. Se a única opção é aceitá-la, analise o assunto, tire uma lição e concentre-se em outra coisa o quanto antes.

Você tem as pessoas certas ao seu redor?

Essa é uma questão difícil, porque nem todas as pessoas ao nosso redor foram escolhidas por nós. Obviamente, em ambientes familiares ou de trabalho, nem sempre encontraremos ou existirão pessoas que podem, ou às quais podemos, agregar algo.

Aprender a criar filtros emocionais para as pessoas tóxicas é um passo importante. Aprender a ver o quanto os outros nos afetam emocionalmente é um exercício muito saudável que nos ajuda a nos relacionarmos com eles sem que nos afetem negativamente.

Simplesmente aceite que não são as pessoas adequadas para você. Atrair as pessoas certas para a sua vida é tão importante quanto cuidar daquelas que já estão presentes.

As pessoas que nos fazem sentir bem são aquelas com as quais podemos ser nós mesmos sem a necessidade de qualquer tipo de máscara. São as pessoas que te apoiam no que você faz ou decide e com quem você gosta de estar junto.

Quais prazeres fazem com que você seja feliz com a vida?

Às vezes, nos deixamos levar pela lembrança de momentos felizes do passado. Ou nos transferimos facilmente para o mundo imaginário do futuro. Mas há muitas coisas que o nosso presente nos oferece para desfrutar plenamente de pequenos prazeres que criam memórias para o futuro.

Envolver-se na leitura de um bom livro, passar uma tarde inteira cozinhando, sair para dar um longo passeio e absorver todos os detalhes, ou sentar-se para assistir ao filme que se tem em mente…

Para cada pessoa, os momentos prazerosos são diferentes e, portanto, é importante reconhecer os próprios. Identificar esses momentos te ajudará a avaliar até que ponto você se sente feliz com a sua vida.

Realizar qualquer uma das atividades que nos fazem sentir bem, evitando ficar presos aos problemas ou aos obstáculos que temos em outras facetas da vida, é um bom ponto cardeal para nos orientarmos.

O sorriso interior tem pouco a ver com otimismo. As pessoas que sorriem sem motivo o fazem porque carregam a felicidade dentro. Uma alegria que deriva da paz interior.

Elas sabem que não são perfeitas, que dão o melhor de si. Elas não têm medo da solidão, não se comparam com os outros e, acima de tudo, são elas mesmas.

A Mente é Maravilhosa. 9.6.2019.


Categorias:Notícias

Marcado como:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.