Ir para conteúdo

Antigos Textos Sânscritos Revelam Que Seres De Outros Planetas Visitaram A Terra Há 6.000 Anos

A história que nos foi contada pelos principais livros e estudiosos de história nos mantém longe da verdadeira história da humanidade. As culturas antigas e seus respectivos manuscritos contêm informações que podem nos permitir reescrever a história humana. De acordo com estudiosos indianos um antigo texto hindu revela tecnologia como veículos controlados pela mente, levitação, antigravidade e espaçonaves interestelares que visitaram a Terra em 4.000 aC.

Além dos sumérios e egípcios a antiga civilização indiana também possuía tecnologia avançada. Manuscritos sânscritos antigos dizem que naves voadores visitaram o continente há mais de 6.000 anos. O Dr. V. Raghavan (1908-1979) um estudioso de Sânscrito da Universidade de Madras, estava convencido de que documentos centenários em Sânscrito provam que alienígenas do espaço sideral visitaram a Terra. “Cinquenta anos pesquisando essas obras antigas me convenceu de que existem seres vivos em outros planetas e que eles visitaram a Terra já em 4.000 aC”, disse ele.

Raghavan observou: “Há apenas uma massa de informações fascinantes sobre máquinas voadoras até mesmo armas fantásticas de ficção científica que podem ser encontradas em traduções dos Vedas (escrituras), épicos indianos e outros textos antigos em sânscrito.”

Rukma Vimana, Sundara Vimana e Shakuna Vimana Fonte: Bharadwaaja (1973)

No Mahabharata (escritos), há uma noção de iluminação divina e armas de raio, até mesmo um tipo de arma hipnótica. E no Ramayana (escritos) há uma descrição de Vimanas, ou máquinas voadoras, que navegavam em grandes alturas com a ajuda de mercúrio e um grande vento propulsor.

“Estes eram veículos espaciais semelhantes aos chamados discos voadores relatados em todo o Mundo hoje.”

Antigos textos védicos, escritos em sânscrito, descrevem que o mundo está na Quarta Era da humanidade. Os textos estão repletos de referências a Deuses que travaram batalhas no céu usando Vimanas equipadas com armas tão mortais quanto qualquer uma que possamos usar em tempos mais iluminados.

Vaimanika Shastra, ou a Ciência da Aeronáutica um antigo manuscrito hindu mencionou os detalhes incríveis de máquinas avançadas controladas pela mente e um guia completo para o espaço, naves espaciais e viagens interestelares. O texto foi escrito por Maharshi Bharadwaja no século IV aC e depois reescrito em 1875 usando os textos antigos conforme foram redescobertos no templo na Índia.

Uma ilustração manuscrita da Batalha do Céu de Kurukshetra travada entre os Kauravas e os Pandavas, registrada no Mahabharata Épico

O Vaimanika Shastra consiste em oito capítulos com diagramas descrevendo três tipos de aeronaves incluindo aparelhos que não podiam ser queimados nem quebrados. Também menciona 31 partes essenciais desses veículos e 16 materiais com os quais foram construídos que absorvem luz e calor, razão pela qual foram considerados adequados para a construção de Vimanas.

Dr. Raghavan foi a única pessoa que acreditou nesta teoria. O Dr. AV Krishna Murty, professor de aeronáutica do Instituto Indiano de Ciência em Bangalore, disse: “Um estudo dos textos em sânscrito me convenceu de que a Índia antiga conhecia o segredo da construção de máquinas voadoras  e que essas máquinas foram modeladas após a chegada de naves espaciais de outros planetas. ”

Outro estudioso do sânscrito, Subranamia Iyer, passou muitos anos decifrando antigas coleções de folhas de palmeira encontradas nas aldeias de sua terra natal, Kar nataka, no sul da Índia. Um dos manuscritos em folha de palmeira é o ” Amsu Bodhini “, que contém informações sobre os planetas, os diferentes tipos de luz, calor, cor e campos eletromagnéticos, os métodos usados ​​para construir máquinas capazes de atrair os raios solares e por sua vez de analisar e separar seus componentes de energia; a possibilidade de conversar com pessoas em lugares remotos e enviar mensagens por cabo; e a fabricação de máquinas para transportar pessoas para outros planetas.3,0

No texto sânscrito conhecido como “ Samaraanganasutraadhaara ” existem etapas e princípios para construir Vimanas que lidam com todos os ângulos possíveis de viagens aéreas em um Vimana. Existem cerca de 230 estrofes que descrevem a construção de uma máquina voadora sua decolagem cruzeiro por milhares de quilômetros pousos normais e forçados e até mesmo possíveis colisões com pássaros.

Não apenas a Índia Antiga tinha conhecimento de espaçonaves, mas também possuía o armamento avançado que alguém poderia relacionar aos modernos mísseis nucleares.

No Mahabharata, encontramos o texto que diz: “Gurkha voando em seu veloz e poderoso Vimana arremessou contra as três cidades dos Vrishis e Andhakas um único projétil carregado com todo o poder do Universo. Uma coluna incandescente de fumaça e fogo tão brilhante quanto dez mil sóis, ergueu-se em todo o seu esplendor. Foi a arma desconhecida, o Raio de Ferro, um gigantesco mensageiro da morte que reduziu a cinzas toda a raça dos Vrishnis e Andhakas. ”

Não há dúvida de que o texto é sobre a arma nuclear que matou Vrishnis e Andhakas, semelhante aos bombardeios atômicos de Hiroshima e Nagasaki, onde mais de 200.000 pessoas foram mortas.

A teoria dos antigos astronautas diz que a genética dos humanos primitivos foi alterada por uma raça extraterrestre descendente das estrelas. Eles modificaram o DNA dos humanos e lhes forneceram habilidades. Provavelmente essa tecnologia avançada foi trazida para a Terra por antigos alienígenas. Exemplos semelhantes podem ser vistos em quase todas as culturas antigas. Infelizmente os principais estudiosos desafiam essas afirmações chamando-as de mitologia. 

Fonte . UFOS ONLINE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: