Illyana Magalhães

Uma Falácia Urbana

Por Illyana Magalhães

Resultado de imagem para inteligencia lisa simpson

Estou sentada na biblioteca neste exato momento. Sozinha, como de costume. Alguns estudantes se aproximam, perguntam meu nome. Dizem se inspirarem em mim, ainda que eu não os veja, tamanha interação quando começo a escrever. Perguntam-me o que é inteligência. Acho que me confundiram com uma versão falha de algum escritor famoso. Logo me veio a mante o que os interlocutores ansiavam. Afirmaram, levianamente, que minha “inteligência” decorre da quantidade de livros que devoro todas as vezes que aqui estou. Faço uma pausa reflexiva, acendo um cigarro, até chegar ao ponto de minimamente ter noção do que é ser inteligente e o que é inteligência. 

Olavo de Carvalho, embora não seja um dos meus escritores preferidos (como também não o será), afirmara em certa oportunidade que inteligência nada mais é do que reconhecer o que se sabe e o que não se sabe. Tal afirmação, a meu nobre ver, foi extraído da filosofia antiga e customizada ao seu vocabulário atual. Caso ele fosse socrático, saberia explicar o que é inteligência sem se ater a pensamentos alheios (sic). 

Eu, questionada acerca do que é inteligência neste momento, afirmei que vai além do meu precário conhecimento humano. Afinal, muito li, mas pouco exercitei o conhecimento que adquiri. É leviano dizer que o conhecimento obtido em livros é sinônimo de inteligência, mas não o é. Acredito que os estudantes tenham ficado desapontados com minha colocação, assim como eu também ficaria. 

Desta feita, a inteligência vai muito além do auto reconhecimento do saber ou não saber. Vai além de quantas páginas você lê, de quantos problemas você resolve. Engloba, sobremaneira, a inteligência interpessoal, tão esquecida pelos mais nobres estudiosos de plantão. 

É comum vermos “ratos” de livrarias e bibliotecas (eu, por exemplo), ansiando terminarem suas teses de Ph.D. na Alemanha preenchendo horas a fio de leituras até suas mentes não terem espaço para o aprendizado de outros saberes. Mal sabe este que, em qualquer espaço geográfico, lidará com outra alma humana e, neste aspecto, carecerá de inteligência emocional. 

Não basta uma vida intelectual robusta quando não há alimento dos fatos, quando não sabemos tocar outra alma humana. Caso contrário, seríamos apenas seres que transitam pela Terra sem o mínimo de inteligência emocional. Do que adianta, por exemplo, sermos gênios em matéria intelectual e acéfalos em matéria afetiva? 

Reportando-me a uma antiga frase na qual li precocemente, uma vida sem amores, sonhos, afetos (e aqui entra a inteligência) é como um livro sem palavra alguma. Customizando-a ao meu vocabulário atual, tal qual fez Olavo, de que adianta uma mente brilhante em termos acadêmicos e profissionais quando se é um ser humano vazio em termos emocionais? 

Os estudantes se levantam, agradecem o espaço e pedem saída. E eu, na mais íngreme felicidade, resolvo escrever para conter tamanhos espaços mentais com este tipo de bobagem. 

Illyana Magalhães, advogada escritora que vive pelo mundo em busca de conhecimento e fonte de viver. Colunista do Factótum Cultural.


Os artigos publicados, por colunistas e articulistas, são de responsabilidade exclusiva dos autores, não representando, necessariamente, a opinião ou posicionamento do Factótum Cultural.

1 resposta »

  1. Interessante reflexão. Concordo parcialmente com suas afirmações. Penso ainda que não é o ato mais importante o definir a inteligência, mas sim saber identificar e usar de forma propositiva os talentos individuais inatos e cultivados. Pessoalmente guardo profunda antipatia a Olavo de Carvalho, e a meu ver destoa de sua linda argumentação a menção a este arremedo de pensador. Aguardo com ansiedade os seus novos escritos. Parabéns minha cara por nos locupletar com essas breves porém intensas linhas. Abraço.

    Curtir

Deixe uma resposta para Cristiane Castro Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.